Entenda a holocracia e como ela não faz sentido no Brasil
Compartilhar



Sistema revolucionou a Zappos, mas exige amadurecimento das companhias em que é aplicado, o que não é o caso das brasileiras


Holocracia em português, derivada de Holacracy, é um sistema de gestão que foi desenvolvido pelo fundador da Exton Pensilvânia, Brian J. Robertson, que em 2007 introduziu formas democráticas de liderança organizacional. Em 2015, lançou o livro Holacracy: O Novo Sistema de Gestão para um mundo em constantes mudanças.


O principal exemplo de Brian é a empresa americana de eletrônicos, Zappos, cujo CEO, Tony Hsieh, começou a adotar o método em 2013 em todos os departamentos da Companhia, envolvendo 1500 colaboradores.


Essencialmente o significado de Holocracia é um sistema que abre mão da tradicional hierarquia empresarial, ausentando chefes e gerentes, e propõe que funcionários sejam escolhidos para determinadas funções, sem cargos pré-definidos, unindo suas aptidões com as exigências funcionais solicitadas pela corporação.


A ideia básica é reestruturar a Organização para exercer em círculos “grupo de funcionários” semi-independentes que interajam uns com os outros. Nesses círculos podem haver alguns voltados à administração, outros à produção e assim por diante. Cada círculo pode criar suas políticas e deveres para cumprir suas metas. As atividades a serem realizadas por cada funcionário são definidas em reuniões de governança, com participação de todos os integrantes de cada círculo.


Saindo do Primeiro Mundo e, pisando em terras tupiniquins, ninguém em sã consciência acredita que um sistema desses funcionaria em nossas empresas, a não ser para criar uma total desorganização administrativa. Certamente, as Organizações que vierem a adotar o sistema, em curtíssimo tempo, levariam à ruína.


As corporações brasileiras, em tempos contemporâneos atuais, mal conseguem administrar suas metas a contento, que são planejadas, delineadas e coordenadas por um gestor – imaginem esses colaboradores, sem gestores próprios e metas já delineadas e definidas, o que ocorreria? – seria o princípio da desordem, dos almoços sem retornos, das manias egocêntricas em massa, e um tal de “você sabe com quem está falando?” rotineiro. A famosa expressão “subir à cabeça”. Além disso, outro desafio que será enfrentado pelas empresas com a inexistência de cargos, é a falta de motivação por parte dos funcionários em galgar posições – o conceito de sucesso – na holocracia não existe, porque todos têm igual poder dentro da companhia.


Analisemos com sinceridade, o sistema somente dará certo em empresas altamente amadurecidas, independentemente de seus portes, com cultura, princípios e resultados das equipes sólidos. Mudanças radicais nunca foram simples de se implementar, principalmente, em uma que transforma toda a disciplina de uma empresa.


As novas gerações, sejam sociologicamente Y ou Z, têm uma filosofia muito dispare às necessidades das nossas Organizações. Com poucos meses de serviços prestados nas empresas, já se consideram no direito de serem promovidas, pois se desestimulam rapidamente de suas funções, como se as empresas fossem um game no qual pontuando com facilidade tem que partir para outro jogo.


É inevitável que tenhamos que conciliar o mundo digital à esta nova cultura e uma vez conscientizados, os brasileiros ainda assim levarão décadas para absorver o sistema e aprender a ser responsáveis por sua eficiência. Nossos profissionais tem uma extraordinária capacidade de adaptação e o longo tempo será necessário pois temos que levar em conta os aspectos que envolvem nossa cultura e os padrões de procedimento a que nós brasileiros estamos acostumados.


*Norberto Chadad é Engenheiro Metalurgista pela Universidade Mackenzie, Mestrado em Alumínio pela Escola Politécnica, Economia pela FGV e CEO da Thomas Case & Associados.


 


Fonte: http://www.administradores.com.br/noticias/negocios/entenda-a-holocracia-e-como-ela-nao-faz-sentido-no-brasil/109650/?utm_source=MailingList&utm_medium=email&utm_campaign=News+-+05%2F04%2F2016


Mais notícias

6 Perguntas Para Entrevistar Um Candidato A Emprego
8 coisas que você não deve fazer se perdeu o emprego
Este artigo vai ajudar você a transformar sua empresa em um modelo de vendas
Marketing pessoal no trabalho (ou: Como não ser demitido no meio da crise)
4 passos para cortar custos da sua empresa sem perder a eficiência
Qual o seu portifólio de competências para inovar?
Infográfico: As Competências dos Inovadores
Grandes truques para entender a linguagem corporal das pessoas
4 dicas para seguir na hora de procurar um novo emprego
6 segredos dos currículos que são ímãs de recrutadores
O que os recrutadores mais olham no currículo
Oito hábitos diários surpreendentes das pessoas mais bem sucedidas do mundo
O tom da sua voz afeta a sua carreira
Como se diferenciar em uma entrevista de emprego
20 habilidades mais buscadas pelas empresas nos candidatos
Dez mandamentos para conquistar a confiança dos seus colegas de trabalho
A difícil arte de ser produtivo num mundo de distrações
Tolerância - Atributo de Pessoas de Sucesso
Acomodou? confira oito dicas para mudar e se dar bem no trabalho!
O emprego temporário e suas oportunidades
Liderança: Dez passos para delegar mais e controlar menos
Como melhorar o rendimento no trabalho?
Como a ansiedade pode atrapalhar o seu rendimento no trabalho?
Seis maneiras de criar relações profissionais mais fortes e positivas
Gentileza como vantagem profissional
A importância da conduta ética no trabalho
Como ser produtivo no trabalho?
5 exercícios para reduzir o seu stress em 5 minutos
A gestão do tempo como sua aliada na busca pelo sucesso
Porque todo jovem deveria considerar a área de vendas para iniciar sua carreira
Confraternização na empresa: o que você deve ou não fazer
Trabalho Voluntário: motivação para fazer o bem
Como evitar a ansiedade em uma entrevista de emprego
Como começar o dia bem no trabalho?
Comportamentos que devem ser evitados no trabalho
Atitudes que podem sabotar seu desempenho profissional
Dicas de como se destacar no trabalho
Como aumentar a autoconfiança
Estudo em grupo ou individual para concursos públicos?
Competitividade: Desenvolvimento profissional
8 profissões que estão em alta este ano
Veja 5 dicas para distribuir as matérias no estudo para concursos
Os empregos que podem deixar de existir em 2025
5 dicas para passar em um concurso público
A importância do feedback positivo e negativo na empresa
5 melhores áreas para empreender em 2017
8 sinais que pessoas de sucesso compartilham
Os livros que irão mudar a sua maneira de ver o mundo
Como agir em entrevistas de emprego
4 dicas para quem quer empreender, mas não sabe como começar
Pontos fora de curva: o que faz os profissionais jovens se destacarem?
Como lidar com o resultado de uma avaliação pessoal e profissional
Entenda a diferença entre estágio e trainee, e como funciona cada programa
Autodisciplina no trabalho: 6 dicas para desenvolvê-la
"Como ficar rico"? 9 atitudes que podem estar te afastando deste sonho
Em tempos difíceis, destaque-se
5 coisas que você deve fazer antes de uma entrevista de emprego
O Plano de Negócios (?Business Plan?)
O que fazer e o que não fazer nos 10 primeiros dias de trabalho
Três boas razões para usar CorelDRAW
9 passos fundamentais para organizar tempo para estudar
5 atividades que ajudam a descobrir a sua vocação profissional
COMEÇANDO UM NEGÓCIO PRÓPRIO: manter o emprego ou ser empreendedor em tempo inte
Designer gráfico | Ganhe um salário extra ou monte seu negócio
5 formas de ganhar dinheiro com manutenção de PCs
Como ser um Freelancer em CAD
Por que qualificação profissional é fundamental?
O aluno como protagonista: a importância da personalização na educação superior
Faça um
curso grátis